Capuchinhas

As flores Capuchinhas são conhecidas por terem uma aparência rústica e ao mesmo tempo delicada. Sendo usada para decorar jardins externos, para tratamentos e até mesmo na culinária.

A planta tem o nome científico de Tropaeolum majus, mas também pode ser conhecida popularmente como Agrião-do-México, Mastruço, Flor-de-Sangue ou Nastúrcio.capuchinhas flores

As capuchinhas pertencem à família Tropaeolaceae, se espalhando em ramos quando crescem. Esta planta tem origem no continente da América do Sul. O que faz com que ela se adapte com maior facilidade às regiões que possuem o clima Equatorial, Mediterrâneo, Tropical, Temperado e Continental, pois necessitam de sol pleno e temperatura relativamente elevadas.

Quando as Capuchinhas florescem?

Elas são consideradas flores de ciclo anual, ou seja, florescem apenas uma vez ao ano. Mais especificamente durante a primavera e início do verão. Sendo necessário plantá-las no entre o meio e o final do inverno.

Ao crescer, a planta pode atingir um tamanho de 30 centímetros de altura, além de apresentar flores com pétalas arredondadas, nas cores amarela, vermelha ou laranja.

Cuidados com o cultivo das Capuchinhas

capuchinhasAs capuchinhas são rústicas, que necessitam de poucos cuidados. Esta flor pode ser plantada em vasos, jardineiras ou diretamente no solo, sendo necessário separá-la em maciços, espalhados com 20 centímetros de distância, uma vez que ela vai avançado conforme cresce. Além disso, também pode-se plantá-las em perto de cercas e muros, cultivando-os como trepadeiras. O local deve receber a incidência do sol durante a maior parte do dia.

As flores capuchinhas deve ser regadas, pelo menos, duas vezes por semana, mas com cuidado para não deixar o solo encharcado, pois isso pode apodrecer a raiz. Para fortalecer a planta indica-se enriquecer o solo com compostos orgânicos.

Uso medicinal

A capuchinhas possuem propriedades medicinais. Como, por exemplo, expectorante, digestiva, sedativa, bactericida e tônica. Podendo ser usada para tratar problemas digestivos, afecções da pele, problemas pulmonares, insônia e escorbuto.

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *