Boa-noite

A Boa-noite é uma flor que se caracteriza por mesclar delicadeza e rusticidade. Sendo ótima para quem deseja cultivar um jardim simples ao mesmo charmoso.

Esta planta tem o nome científico de Catharanthus roseus. Sendo conhecida popularmente como Vinca-de-gato, Vinca, Maria-sem-vergonha ou Vinca-de-madagascar, fazendo parte da família Apocynaceae, tendo haste mediana e botões com pétalas pequenas.

A planta Boa-noite tem a sua origem Cosmopolita Tropical, o que faz com que ela se adapte com facilidade às regiões que têm o clima Tropical, Subtropical, Temperado, Continental e Equatorial.boa noite flores

Normalmente, a flor atinge de 20 a 60 centímetros de altura. Ocupando um espaço razoável para se desenvolver, podendo ser encontrada nas cores violeta, rosa e branca.

Quando a Boa-noite floresce

As flores Boa-noite são rústicas, resistindo a todos os tipos de clima e características regiões. O que faz com que elas possuam um ciclo de vida perene, ou seja, conseguem florescer durante todo o ano e em grandes quantidades, uma vez que as sementes se espalham e se desenvolvem com facilidade.

Cuidados com o cultivo da flor Boa-noite

A flor é de aparência delicada, mas bastante rústicas, o que faz com que ela necessite de poucos cuidados no seu cultivo, sendo perfeita para almeja um jardim bonito, mas que não dê tanto trabalho. Para começar, escolha um local com espaço mediano para fixar a planta, pois ela vai crescendo e se multiplicando. Além disso, o ideal é que o solo não seja arenoso, devendo receber iluminação plena.boa-noite

Embora seja uma flor bastante resistente, a Boa-noite precisa ser regada, pelo menos, 2 vezes por semana. Mas deve-se tomar cuidado para não encharcar o solo. Para obter flores mais bonitas, pode-se revirar a terra mensalmente e adicionar insumos naturais, o que contribui para renovar os seus nutrientes.

Dica para a flor Boa-noite

A flor Boa-noite tem facilidade para atrair plantas daninhas ao seu redor. Por isso, tem-se que fazer a limpeza do terreno com frequência.

Sem comentário, seja o primeiro a comentar!

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *